Jovem vs Auge: será que Ronnie Coleman ultrapassou limites?

Qual versão do Ronnie Coleman você prefere?

Os jovens nunca sentem ou veem a idade chegar, até que ela bate de frente quando você está no seu auge. Você tende a acreditar que você vai sempre se sentir bem, sempre se locomover em alto nível e sempre explorar sua capacidade estética ao máximo. Então o tempo se torna seu inimigo. As habilidades que antes você tinha, agora vão se esvaindo. Seu corpo começa a mudar e não responder depois de anos de treino.  Seu físico muda, não importa o ué você faça para impedi-lo.Para um bodybuilder é uma verdade irrefutável.

 

Vamos encarar a realidade, um bodybuilder no início de carreira não tem todas as ferramentas necessárias para alcançar o topo. Dessa forma, a idade funciona a seu favor na questão da maturação muscular e uma forma de atingir ao máximo sua capacidade. Mas há certamente um meio termo a ser alcançado, uma hora em que o atleta atinge o máximo de seu físico durante sua vida, um ponto em que ele nunca esteve melhor e o declínio é certo em algum momento. 

Então o que você pode fazer quando atingir esse auge em seu físico? Para Ronnie Coleman, isso significou ultrapassar os limites que o corpo humano poderia suportar.

Na verdade houve um tempo em que Ronnie Coleman alcançou o shape mais insano de toda sua carreira. É apenas uma opinião, mas antes de Ronnie Coleman tornar-se um mass monster que o mundo do bodybuilding clamava, ele era um atleta com um físico mais atlético que alguns anos antes poderia ser considerado como um dos melhores. Isso nos leva a pergunta: Ronnie Coleman deveria ter buscado seu lugar nos palcos com o shape mais atlético ao invés que se tornar um mass monster? 

Obviamente que há argumentos a serem feitos a favor da versão mass monster de Coleman. Ser mais monstro nos palcos foi uma das razões que o garantiu anos seguidos de vitórias nos palcos do Olympia. É a razão de ser aclamado  Ronnie Coleman “The King”, um fato irrefutável. Mas quando consideramos o meio que o levou a ter esse corpo no máximo da massa muscular, você sempre tenta imaginar uma maneira alternativa que o levasse ao mesmo resultado sem prejudicar tanto sua saúde nos dias atuais. Para aqueles que queiram explorar unnoticed mais a fundo os sacrifícios feitos para que Ronnie atingisse o seu máximo –não deixe de conferir o documentário Ronnie Coleman: The King. Disponível nas plataformas digitais!

Aqui podemos ver uma foto comparando Ronnie Coleman no início de sua carreira no profissional versus o auge de seu físico mass monster – a primeira demonstra um shape imenso com uma grande musculatura. Quem diria que essa versão não seria capaz de ganhar o Olympia oito vezes. Ao invés de buscar o que era esperado (um físico musculoso sem qualquer comparação), poderia Ronnie Coleman manter aquele tamanho e ainda dominar os palcos do bodybuilding mundial?

Obviamente é uma pergunta que jamais terá resposta. Mas mesmo com isso em mente, cada pessoa tem uma perspectiva diferente. Alguns bodybuilders irão preferir ter um físico como o Ronnie Coleman de antes, um homem com um físico atlético enquanto que ao mesmo tempo mantendo um certo volume muscular e uma cintura bem marcada e proporcional.Há outro bodybuilders que irão preferir o oposto, que eles desejariam ter o físico monstruoso, o Ronnie Coleman em seu auge.

Não podemos negar que a segunda imagem de “ The King” é realmente impressionante. Ele simplesmente era único no palco. Ele criou o seu próprio mundo quando foi comparado aos outros atletas e não parecia ser humano. Isso é algo impressionante. Mesmo que os fatos que seu treino em altíssimo nível resultaram em uma situação nada ideal para sua saúde.

Juventude vs Auge: qual versão do Ronnie Coleman você prefere? Para mais atualizações siga-nos Facebook, Twitter, e Instagram.