Nome: Kevin Levrone

Apelido: The Maryland Muscle Machine

Categoria: Men’s Open

Data de Nascimento: 16/7/1964

Altura: 1,75cm

Peso em Competição: 108,8kg


 

BIO

Kevin “The Maryland Muscle Machine” Levrone é um grande competidor da década de 90 e início dos anos 2000. Marcou uma era repleta de grandes nomes do fisiculturismo como Ronnie Coleman e Dorian Yates.

Dedicou toda sua paixão e sua vida em comer, treinar e dormir. Mas o mais importante era o que o movie, pois qualquer um pode treinar e fazer dieta, o que o diferenciava era seu propósito e comprometimento com tudo que envolvia o bodybuilding.

Durante seus 10 anos competitivos, Levrone particiou de 68 shows ( uma media de 7 shows por ano), sendo 22 primeiros lugares.

TREINO

Kevin Levrone levava à sério seus treinos e chamava seus momentos na academia de IRON THERAPY. Seu início nos treinos foi depois de duas fatalidades em sua família. A primeira quando ele tinha apenas 10 anos, e perdeu o seu pai para o cancer, 10 anos depois perdeu sua mãe também para o cancer. A partir daí, Levrone passou a fazer pesquisas sobre alimentação, pois ninguém em sua família comia bem, nem mesmo ele. Toda essa busca por uma boa alimentação me levou aos treinos e na academia foi aonde encontrou sua paz.

“A academia me ensinou disciplina, sacrifícios e me deu confiança para tomar minhas decisões.”

Logo após o seu Primeiro Mr. Olympia em que conquistou o Segundo Lugar, Levrone rompeu seu peitoral e partiu o tendão no meio e teve que enfrentar uma cirurgia muito séria. Mesmo diante desse cenário pessimista em que todos desacreditavam de seu retorno, ele foi capaz de superar esse obstáculo e ainda permanecer competitivo em uma era de gigantes.

DIETA

 Sua dieta foi drasticamente influenciada pela influência negative dos pais, por vir de uma família em que a alimentação saudavel era nigligenciada. Levrone atribui a morte de ambos os pais por cancer devido à má alimentação. Então passou a pesquisar sobre nutrição desde muito jovem.

COMEBACK

Após sua precoce aposentadoria em 2003. Levrone se afastou dos ferros e abriu mão dos treinos. Uma certa frustração o tomou. Mas com o advent das redes sociais e novas plataformas para mostrar o seu trabalho, ele viu a oportunidade de retomar um trabalho de longa data.

Foi então que em 2016, aos 52 anos, ele fez seu retorno aos palcos. No Olympia fez a apresentação, mas não foi satisfatória dentro dos seus padrões. Levrone não teve tempo hábil para curar inúmeras lesões que havia acumulado durante anos e anos de treinos pesados.

Por isso em 2018, ele fez uma nova tentativa agora nos palcos do Arnold Classic Australia. Infelizmente devido ao longo vôo, ele acumulou retenção e não pôde mostrar o melhor do seu físico

 

Deixe seu comentario

Insira seu comentario
insira seu nome aqui