O álcool realmente atrapalha os ganhos de um atleta?

A resposta é sim, o álcool vai definitivamente gerar um impacto negativo no processo de construção muscular além de atrapalhar a síntese proteica e como os seus músculos são formados por proteínas, você pode ver como isto se torna um problema.

Para o crescimento muscular eficaz, é necessário de estímulos anabólicos como: treinamento, dieta, tratamento hormonal (quando há indicação), nutracêuticos e suplementação! Superando os efeitos catabólicos, responsáveis pela degradação muscular. A hipertrofia muscular é algo complexo, envolve uma série de cascatas enzimáticas e hormonais no organismo.

Confira os fatores negativos do álcool para quem busca hipertrofia ou queima de gordura:

1⃣ Inibição da via enzimática da mTOR (uma das principais da hipertrofia), mais precisamente sobre a enzima S6K.

2⃣ Diminuição da produção hepática de glicose (uma das principais fontes de energia para recuperação muscular).

3⃣ Afeta as fibras musculares tipo IIx (as mais importantes aos estímulos anabólicos).

4⃣ Aumento da produção do hormônio CORTISOL (hormônio catabólico).

5⃣ Diminuição da produção de 2 dos principais hormônios anabólicos, TESTOSTERONA e GH.

6⃣ Concentração sanguínea de álcool de 0,2% e 0,55% reduz a síntese proteica em 30% e 60%, respectivamente.

7⃣ Estímulo às vias metabólicas da hipertrofia gerado pelo treinamento dura por até 10 dias, quando ingerimos álcool este estímulo é bloqueado.

É importante o atleta ter consciência do que está fazendo. Evitar a ingestão de bebida alcoólica é a primeira observação feita para quem quer ganhar massa magra e/ou perder gordura. Se você procura ter resultados expressivos no treino, tente evitar ao máximo.

Deixe seu comentario

Insira seu comentario
insira seu nome aqui