Atleta processou a empresa no caso do doping de 2016 que o deixou suspenso por 6 meses

Yoel Romero tem motivos de sobra para comemorar, além de ter seu nome definitivamente limpo na lista de doping do ultimate, ele ganhou uma bolada em dinheiro da empresa de suplemento Gold Star Performance. A empresa que foi responsabilizada pela falha de Romero no teste antidoping em 2016, foi acusada de ter Ibutamoren (estimulante do hormônio do crescimento). Isso é definitivamente um vitória para o atleta que estava com a reputação manchada e acabou sofrendo um punição de 6 meses pelo acontecido.

Definitivamente, Romero agora pode limpar seu nome e desfazer o mal entendido com a a Agência Americana (USADA). Abrindo precedentes para demais atletas que ainda lutam na justiça por sua remissão, diante de tantos exames falhos circulando entre lutadores.

Outro ponto a se destacar é o quão importante o papel da genética nesse ponto. Yoel, um atleta de 42 anos sempre manteve um físico incontestável e depois desse desfecho com a questão da falha no doping apenas mostra que sempre manteve a forma física com a benção da sua genética.

Além de garantir seu nome fora da lista de doping do Ultimate. Romero ganhou uma bolada. Ao perder o processo, a empresa ‘Gold Star Performance Products’ foi condenada a desembolsar o valor de US$27,45 milhões, quase R$110 milhões, levando em consideração a cotação atual do dólar.

Nunca em alguma luta o cubano ganharia tamanho valor. Para se ter uma idéia Anderson Silva faturou  R$2 milhões em sua última apresentação no UFC237, no último dia 11 de maio.

Com tamanho pé de meia, garantiria sua aposentadoria de imediato. Mas Yoel já quer voltar ao octógano, portavelmente seu próximo compromisso será com o brasileiro Paulo Borrachinha no UFC241. Boa sorte aos atletas!

Deixe seu comentario

Insira seu comentario
insira seu nome aqui